Sugestões de metas para o Judiciário podem ser enviadas até o próximo dia 1º de agosto

O Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) está promovendo, até o dia 1º de agosto, uma consulta pública na qual servidores do Tribunal, magistrados, advogados, membros do Ministério Público, defensores públicos e a sociedade em geral podem sugerir metas para serem cumpridas pelo Poder Judiciário no ano de 2019.

O questionário da consulta pública pode ser respondido em poucos minutos e está disponível no site do TJAM ( www.tjam.jus.br ) ou no link http://www5.tjba.jus.br/gestaoparticipativa/.

A consulta pública é promovida pelo TJAM e demais tribunais estaduais em consonância com a Resolução nº 221/2016 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

Como acessar

Na página da tela inicial da Consulta Página, o interessado visualizará os ícones “Cidadão”, “Advogado”, “Defensor”, “Membro do MP”, “Magistrado” e “Servidor”, bastando escolher o perfil que melhor se adéqua ao seu e responder as perguntas propostas.

O diretor da Divisão de Planejamento e Gestão Estratégica do TJAM, Rodrigo Choji, explicou que as Metas Nacionais do Poder Judiciário representam o compromisso dos tribunais brasileiros com o aperfeiçoamento da prestação jurisdicional, buscando proporcionar à sociedade serviços eficientes e de qualidade. “Com a consulta, busca-se tornar o processo de formulação das Metas mais democrático e participativo e com ela, o Tribunal de Justiça do Amazonas está dando voz aos seus servidores, aos magistrados, aos operadores do Direito e à população para juntos, definir prioridades”, disse Rodrigo Choji.

O diretor salientou que na consulta pública, todas as informações prestadas são protegidas “ficando garantido o absoluto sigilo, não sendo, sob nenhuma hipótese, divulgado os nomes e opiniões dos participantes”, comentou Choji, frisando que a participação é fundamental para o processo democrático.

Fonte: Tribunal de Justiça do Amazonas